Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Seia: Pena de prisão para três arguidos acusados de homicídio

Sexta-feira, 18.05.12

O Tribunal de Seia condenou esta sexta-feira dois homens e uma mulher a penas de prisão entre 14 e 19 anos pelo crime de homicídio qualificado de uma idosa, ocorrido no ano passado naquele concelho.

O coletivo de juízes aplicou a pena de 19 anos de prisão, em cúmulo jurídico (um crime de homicídio qualificado e outro de furto), ao arguido Francisco Diamantino, considerado o autor material da morte de uma mulher de 79 anos, que vivia sozinha e num local isolado.

António Mendes, coarguido no processo, viu aplicada uma pena de 14 anos e seis meses (crime de homicídio qualificado, um crime de furto e outro de furto qualificado).

A arguida Maria Rosa Mendes foi condenada a 14 anos e três meses de cadeia por homicídio qualificado e furto qualificado.

A quarta arguida, Umbelina Vinagre, foi absolvida dos crimes de homicídio qualificado, coação agravada, furto qualificado e roubo agravado, por ser considerada inimputável.

As Beiras

Autoria e outros dados (tags, etc)

Absolvição da mulher de Manteigas provocou revolta no tribunal da Guarda (Reportagem SIC)

Sexta-feira, 23.04.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mulher de Manteigas acusada de homicídio foi absolvida

Quinta-feira, 22.04.10

O Tribunal da Guarda absolveu esta tarde, por falta de provas, Maria da Graça David, de Manteigas, que era acusada pelo Ministério Público pela prática dos crimes de homicídio qualificado e de profanação de cadáver.

A decisão do colectivo de juízes revoltou os populares, que encheram a sala para a leitura do acórdão, o que obrigou à retirada da mulher das instalações do tribunal com a segurança da PSP.

Em finais de Setembro de 2005, Luís Leitão foi dado como desaparecido, tendo a PJ investigado o caso e concluído pela tese de homicídio, por as provas forenses apontarem para manchas enormes de sangue no quarto onde este dormia, ainda que o corpo nunca tenha aparecido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PJ da Guarda detém homem por tentativa de homicídio

Terça-feira, 15.12.09

A Polícia Judiciária da Guarda deteve, no final da semana passada, um homem, carpinteiro, de 35 anos, no Cubo, concelho da Guarda, por ser suspeito de dois crimes de homicídio na forma tentada.

O homem foi presente ao Tribunal da Guarda e ficou em prisão preventiva.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes