Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Greve na CP cancela Intercidades para a Guarda

Domingo, 11.04.10

Uma greve de Revisores da CP obrigou os Caminhos de Ferro a suprimir esta manhã o Intercidades que ia fazer a ligação Lisboa - Guarda.

A greve só começa oficialmente às 0 horas de segunda-feira, mas já este domingo algumas ligações estão a sofrer atrasos ou acabam mesmo por ser suprimidas, como aconteceu com a ligação do Intercidades Lisboa - Guarda.

Os revisores da CP estão contra o congelamento dos salários, previstos pelo PEC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Greve contou com grande adesão na Guarda

Quinta-feira, 01.04.10

A greve dos enfermeiros, que se iniciou segunda-feira e se prolongou até à manhã do dia de hoje, teve uma adesão de 72 por cento, no distrito da Guarda.

Os dados foram revelados esta tarde pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), que se mostrou satisfeito com a adesão daqueles profissionais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Greve dos enfermeiros com boa adesão na Guarda

Segunda-feira, 29.03.10

Até quinta-feira os enfermeiros portugueses estão em greve, e no Hospital da Guarda a adesão está a ser significativa.

Segundo o sindicato dos enfermeiros, no primeiro dia de greve apenas os serviços de Pneumologia e Ginecologia do Hospital Sousa Martins não foram afectados. Também no Hospital de Seia houve interferência no desempenho dos serviços devido à adesão de muito enfermeiros à greve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Camionistas parados em Vilar Formoso à espera que termine paralisação portuguesa

Quarta-feira, 11.06.08

Quem conseguiu, nas últimas horas do passado domingo, atravessar Espanha, encontra-se agora também em Vilar Formoso, aguardando pelo desfecho da paralisação em Portugal.

Um dos motoristas internacionais que conseguiu ainda atravessar Espanha foi Manuel Gonçalves, contando que aproveitou indicações das autoridades francesas para avançar ainda antes dos protestos na fronteira franco-espanhola e chegar a Portugal “disseram-me para aproveitar a viagem antes das quatro da manhã, porque depois as fronteiras iam ficar bloqueadas”, acreditando que a mercadoria que tem para descarregar na Figueira da Foz, vai sofrer muitos atrasos “certamente, com o feriado, só irei fazer a minha entrega, ou quarta ou quinta-feira), adiantou.

A paralisação em Portugal, não está assim a reflectir-se com grande intensidade na fronteira de Vilar Formoso, no que toca a manifestações de indignação ou protesto, contra os aumentos dos combustíveis, mas limita fortemente a circulação, quer para quem vem como para quem está de saída, levando ao limite o parqueamento TIR em Vilar Formoso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Centenas de camionistas parados em Vilar Formoso

Quarta-feira, 11.06.08

A greve dos camionistas espanhóis está a paralisar centenas de camiões no Parque Tir de Vilar Formoso.

Contrariamente ao que seria de esperar, que esta fosse uma adesão à paralisação nacional, os motoristas lusos estão parados por temer agressões do outro lado da fronteira.

Segundo a Guardia Civil, o troço rodoviário entre Salamanca e Valladolid, é o mais crítico, tendo esta força policial garantido segurança aos motoristas portugueses, apenas até à cidade salmantina, deixando a decisão de avançar a quem vai atrás do volante.

A paralisação em Portugal de milhares de empresas transportadoras, não se concretiza assim no distrito da Guarda, onde o desejo da maioria dos camionistas, é avançar.

O presidente da Fectrans (Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações), Victor Pereira, refere vários incidentes em Espanha, que estão a travar os motoristas internacionais em Vilar Formoso “houve registo de incidentes, apedrejamento de veículos, vidros partidos”, pelo que acredita que o número de camiões na fronteira continue a aumentar até que termine a greve espanhola.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes





subscrever feeds