Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Rescaldo da noite eleitoral e da vitória de Cavaco Silva

Segunda-feira, 24.01.11

 

 Cavaco Silva venceu as eleições em todos os concelhos do distrito da Guarda e Manuel Alegre ficou abaixo da votação alcançada em 2006, tendo Fernando Nobre ficado pelos 12,49%, abaixo da média nacional.

O candidato vencedor conseguiu 42.762 votos (59,98 por cento) enquanto que Manuel Alegre obteve 13.608 (19,09), seguindo-se Fernando Nobre com 8.903 (12,49). Cavaco obteve a vitória mais expressiva no concelho de Aguiar da Beira, com 69,43 por cento de votos e Manuel Alegre em Manteigas com 26,84. Francisco Lopes não foi além dos 3,8% no distrito, pouco à frente dos 3,57% de José Manuel Coelho. Quanto a Defensor Moura, atingiu os 1,08%.

O candidato reeleito ganhou em todos os concelhos do distrito, tal como em 2006, mas naquele ano obteve 60,33 por cento da votação. Alegre ficou com 19,09 por cento dos votos quando em 2006, sem o apoio do PS, tinha obtido 19,55%.

Nas eleições anteriores Cavaco Silva também ganhou nos 14 concelhos do distrito da Guarda e Manuel Alegre ficou na segunda posição, excepto nos municípios de Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Côa, onde Mário Soares foi o segundo candidato mais votado. Os resultados das presidenciais também não fogem aos das legislativas de 2009, quando o PSD ganhou em nove concelhos e o PS apenas em cinco.

A taxa de abstenção na Guarda aumentou. Há cinco anos a percentagem de eleitores que exerceu o direito de voto foi de 58,26, enquanto este ano foi de 43,62 por cento. Comparando com 2006, apesar da vitória esmagadora de Cavaco Silva, este recebeu menos 15 mil votos nesta eleição. Este foi, aliás, um distrito onde houve um elevado nível de abstenção, atingindo quase os 57%.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco Silva reeleito, venceu também na Guarda

Domingo, 23.01.11

Cavaco Silva foi reeleito esta noite Presidente da República.

Também na Guarda os resultados beneficiaram a eleição de Cavaco Silva, que obteve quase 60 por cento do votos.

Manuel Alegre conseguiu pouco mais de 19 por cento, seguido por Fernando Nobre, com quase 12,5 por cento.

Francisco Lopes conseguiu 3,8 por cento, e José Manuel Coelho alcançou 3,57 por cento.

Defensor Moura não foi além de pouco mais de 1 por cento.

A abstenção no distrito da Guarda ultrapassou os 56 por cento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Almeida: Cavaco Silva contemplou "oásis escondido"

Quarta-feira, 12.01.11

O candidato presidencial Cavaco Silva esteve hoje em Cabreiras, no concelho de Almeida, onde aplaudiu um apelo ao povoamento do interior e pediu àqueles que podem adoptar «medidas concretas» que não esqueçam o mundo rural.

Durante uma visita à Associação Sócio-Terapêutica de Almeida (ASTA), que presta cuidados a pessoas com deficiências, Cavaco Silva ouviu a directora desta associação, Maria José Dinis, agradecer-lhe por ter visitado este «pequeno oásis escondido».

«O concelho de Almeida tem muitos oásis. Visitaram este, sorte a nossa, mas há muita coisa a fazer aqui. Há muita gente sem casa, pois nós temos aqui imensas casas para oferecer, desabitadas. Há fome, alguém quer cultivar, quer trabalhar, temos tanta terra para trabalhar. Venham», apelou.

Aníbal Cavaco Silva, que estava acompanhado pela sua mulher, Maria Cavaco Silva, pela filha, Patrícia, e pelo genro, Luís Montez, bateu palmas.

Em seguida, quando tomou a palavra, o candidato presidencial apoiado pelo PSD, CDS-PP e MEP disse ter retido o apelo de Maria José Dinis.

«Tem sido uma voz permanente do meu discurso, a atenção ao interior. O interior despovoado e envelhecido significa um Portugal mais pobre, um Portugal mais dependente. É uma parte da nossa alma e da nossa cultura que se vai», considerou.

«E, por isso, eu tenho apelado àqueles que têm o poder de decisão em medidas concretas para que não se esqueça o mundo rural», acrescentou.

Para chegar a tempo a Cabreira, vindo de Seia, a comitiva de Cavaco Silva teve de acelerar, fazendo esse percurso em menos de uma hora: saiu pelas 11:17 e chegou pelas 12:12 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na Guarda, Cavaco Silva admite cenário de crise política

Quarta-feira, 12.01.11

O candidato presidencial Cavaco Silva advertiu hoje, na Guarda, que não se pode excluir a possibilidade de ocorrer uma "crise grave" em Portugal, nomeadamente no plano económico, social e político, prometendo ser "exigente" com o Governo.

"Nós não podemos de facto excluir a possibilidade de ocorrer uma crise grave em Portugal, não apenas no plano económico e no plano social, mas também no plano político", afirmou Cavaco Silva, numa intervenção durante um almoço com apoiantes, na Guarda.

Por isso, defendeu que é necessário ter na Presidência da República alguém com experiência para lidar com "situações complexas, muito difíceis e situações que neste momento ninguém consegue prever", reiterando a necessidade do chefe de Estado conhecer bem o funcionamento do sistema político e dos assuntos de Estado, pois é "o garante do regular funcionamento das instituições".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco Silva visitou a ASTA no concelho de Almeida

Quarta-feira, 12.01.11

O candidato presidencial Cavaco Silva agradeceu hoje às instituições de apoio a deficientes, "que nunca podem faltar, por maiores que sejam as dificuldades do país", referiu numa visita à ASTA - Associação Sócio-Terapêutica de Almeida.

A instituição acolhe 34 pessoas com deficiência, conta com 24 colaboradores e a directora e fundadora, Maria José Fonseca, já tinha recebido das mãos de Cavaco, há dois meses, o prémio Manuel António da Mota, pelo combate à exclusão social.

"Na altura, esta senhora conseguiu emocionar toda a assistência. Ficámos com uma curiosidade especial em conhecer a sua obra", referiu o candidato, sublinhando que a quis descobrir hoje, durante a passagem da campanha eleitoral pelo distrito da Guarda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco Silva visitou área ardida no Sabugal

Sexta-feira, 11.09.09

O Presidente da República, Cavaco Silva, esteve hoje no concelho do Sabugal, manifestando a sua solidariedade para com as populações atingidas pelos incêndios florestais que atingiram o concelho este verão.

Na sua deslocação, Cavaco Silva disse ter observado a destruição provocada pelas chamas, no percurso que fez entre a auto-estrada A23 até Sortelha, a aldeia histórica onde o Presidente da República ouviu as preocupações de autarcas, associações de agricultores, criadores de gado e produtores florestais sobre os prejuízos causados pelas chamas.

Cavaco Silva considerou "impressionantes" os prejuízos que foram causados pelos incêndios, que durante quatro dias consumiram ininterruptamente muitas freguesias do concelho do Sabugal.

A área ardida rondou os 12 mil hectares, e os prejuízos rondam os dez milhões de euros. O Governo já prometeu direccionar apoio ao concelho do Sabugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco Silva disse em Trancoso que Eleições Legislativas e Autárquicas podem "coincidir"

Terça-feira, 16.06.09

Numa deslocação ao distrito da Guarda, para presidir à inauguração do Teatro Municipal de Trancoso, fruto da recuperação de um antigo Converto dos Frades, o Presidente da República deixou a ideia de os dois próximos actos eleitorais, das Legislativas e Autárquicas, podem “coincidir”.

Cavaco Silva afirmou que ainda não tomou uma decisão, mas deixou a certeza que fará um anúncio até ao final deste mês.

O Chefe de Estado não quis desfazer dúvidas sobre esta matéria, e por isso deixou claro que todas as hipóteses estão em aberto até à decisão final, que tomará após ouvir todos os partidos com assento na Assembleia da República.

Cabe ao Governo agendar as Eleições Autárquicas, e ao Presidente da República marcar as Eleições Legislativas, mas Cavaco Silva parece favorável a, num cenário para contenção de custos com os processos eleitorais, que se realizem as duas eleições no mesmo dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco Silva inaugurou Biblioteca Eduardo Lourenço na Guarda

Quinta-feira, 27.11.08

O Presidente da República, Cavaco Silva, esteve esta manhã na Guarda, onde inaugurou a nova Biblioteca Municipal da Cidade, que conta com o nome do ensaísta Eduardo Lourenço.

Cavaco Silva visitou as novas instalações da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, que vai contar com mais de 130 mil livros, e que se situa na Quinta do Alarcão, onde também está instalado o CEI - Centro de Estudos Ibéricos, tendo sido distinguido aí o espanhol Ángel Campos Pámpano, que venceu a quarta edição da distinção que é atribuída por esta instituição, e que no ano passado premiou Maria João Pires.

O Presidente da República seguiu agora durante a tarde para a cidade de Mêda, onde também inaugurará aí a nova Biblioteca Municipal.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Posts mais comentados



Comentários recentes


Posts mais comentados