Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Dois militares da GNR morreram em acidente na A23

Quarta-feira, 10.10.12

Dois militares da GNR morreram esta terça-feira à noite, na A23, próximo de Belmonte, devido a uma colisão que causou ferimentos graves num outro militar e num civil. O desastre obrigou ao corte da auto-estrada A23, nos dois sentidos.

O oficial de serviço ao Comando-Geral da GNR adiantou à agência Lusa que o acidente envolveu dois veículos ligeiros, ocorreu pelas 21h25 na A23, entre a Guarda e Torres Novas, no sentido norte-sul, na zona de Maçainhas, concelho de Belmonte, entre o nó de Benespera e Belmonte/Norte.  
A mesma fonte adiantou que o acidente ocorreu quando uma viatura da GNR, com pelo menos três elementos, foi abalroada por outro carro, depois de ter sido deslocada para aquele local para fazer um desvio de trânsito por causa de um incêndio que esteve activo na zona durante cinco horas e que entretanto foi dado como dominado.  
Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco adiantou à agência Lusa que os feridos graves foram transportados para os serviços de urgência dos hospitais da Guarda e da Covilhã.
No local do acidente encontram-se 56 bombeiros das corporações de Belmonte, Gonçalo, Guarda, Covilhã e Fundão, elementos da GNR e da empresa concessionária da auto-estrada A23, bem como veículos de desencarceramento, num total de 24 viaturas operacionais, segundo o CDOS.  
Devido à gravidade do acidente, foi também enviado para o local um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

 

Fonte: RR

Autoria e outros dados (tags, etc)

Delphi da Guarda despede a partir de sexta-feira

Quarta-feira, 16.12.09

Os 300 trabalhadores da Delphi da Guarda, envolvidos no despedimento colectivo da multinacional produtora de cablagens para automóveis, vão começar a deixar a empresa a partir desta sexta-feira, 18 de Dezembro.

Os restantes sairão no próximo dia 23 de Dezembro, altura em que a fábrica da Delphi da Guarda encerra para as férias do Natal.

Para além dos 300 trabalhadores, outros 15 elementos da fábrica da Delphi na Guarda vão deixar a empresa, entre eles o director da empresa, vários chefes de secção, operadores de logistica e verificadores de qualidade. A decisão de incluir também estes funcionários prende-se, segundo a multinacional, com a necessidade de adaptar a fábrica da Guarda para a realidade da empresa a partir do próximo ano.

No primeiro trimestre de 2010 devem ser despedidos mais 200 funcionários.

Dos mais de 900 funcionários que a Delphi da Guarda empregava até agora, mais de metade deixaram, desta forma, a empresa, nos próximos meses.

A Delphi da Guarda vai ficar dependente da administração de Castelo Branco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PJ da Guarda detém casal que violou pastor

Quinta-feira, 15.10.09

A Polícia Judiciária da Guarda deteve um casal suspeito de ter violado um pastor, de 56 anos, em Vila Velha de Rodão, distrito de Castelo Branco.

O casal, de 36 e 40 anos, com dois filhos menores, é agora indiciado pelos crimes de sequestro, roubo, ofensa à integridade física e violação.

Segundo as autoridades, o pastor foi levado para um sítio isolado, foi agredido, amarrado, despido e violado. A situação terá acontecido no passado mês de Maio.

O pastor, natural da zona de Setúbal, trabalhou para o casal numa propriedade em Bendada, concelho do Sabugal e distrito da Guarda, mas num desentendimento, foi despedido, alegadamente por ter feito comentários sexuais à mulher do patrão. Não entendendo que o despedimento tinha sido suficiente, o casal aliciou o pastor para regressar à actividade, com promessas de melhor salário, e à chegada deste, surgiram os actos de que agora o casal é acusado.

 

Leia no Correio da Manhã a versão desta notícia contada na primeira pessoa pelo pastor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Guarda, Covilha, Castelo Branco. Qual fecha?

Domingo, 13.09.09

Dezenas de médicos da Guarda questionaram, por abaixo-assinado, o ainda primeiro-ministro José Sócrates sobre o futuro das três maternidades existentes na Guarda, Covilhã e Castelo Branco.

O Governo, nesta legislatura, encerrou algumas maternidades no país e tinha programado reorganizar o serviço de maternidades na Beira Interior.
Segundo os médicos subscritores do documento, a manutenção das três maternidades é “insustentável” a curto prazo, e os clínicos dizem mesmo que quando outras maternidades do país foram encerradas, realizavam naquela mesma altura um número superior de partos ao que as maternidades da Beira Interior realizam actualmente.

O Centro Hospitalar da Beira Interior, projecto abandonado e que iria juntar os três hospitais (Guarda, Covilhã e Castelo Branco), era uma ferramenta que serviria para definir onde se manteria aberto o serviço de maternidade, mas depois de criada a Unidade Local de Saúde da Guarda (ULS), os médicos questionam-se como será agora tomada a decisão.

Os médicos admitem mesmo que, pelo menos, uma maternidade, das três, terá de encerrar, mas questionam-se pela distância que existe entre elas.

Esta é também a posição do candidato do PS às legislativas pelo Distrito da Guarda, Francisco Assis, que defende que a maternidade da Guarda não tem razões para ser encerrada, pela distância que existiria depois a percorrer pelas grávidas para os seus partos. Apesar do apoio deste socialista, que já liderou a bancada parlamentar do PS, os médicos da Guarda afirmam que deveria existir uma tomada de posição do Governo antes do final desta legislatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes