Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Exposição de Kim Prisu no Museu do Sabugal

Domingo, 13.07.08

O Museu do Sabugal tem aberta uma exposição do artista plástico Kim Prisu, que é Joaquim António Gonçalves Borregana, natural de Aldeia da Dona, no concelho do Sabugal. A sua pintura surgiu e afirmou-se no contexto do movimento da nova figuração, onde se pretende um retorno à genuína e tradicional arte de pintar. Os representantes deste movimento dão primazia à figuração, à fantasia, à liberdade de expressão com formas familiares. O estilo artístico que Kim Prisu desenvolveu em Paris teve por matriz o uso de cores fortemente contrastantes, o que lhe valeu a designação de “pintor das cores eclécticas”. Depressa se afirmou como pintor de referência, expondo em diversas galerias parisienses, acompanhando outros pintores de renome. A exposição, no Museu do Sabugal, vai estar patente ao público até ao dia 3 de Agosto, podendo ser visitada de terça a domingo, nos horários de funcionamento do museu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Isabel Carvalho a 03.09.2008 às 10:19

Grande artista, gostei muito do que vi no Museu do Sabugal , a muito tempo que não via uma exposição tão fascinante e repleta de um grande carácter, e uma personalidade própria ...

De cristina martins a 17.10.2008 às 14:34

Eu já conhecia as esculturas que ele tem feito em Aldeia da dona, que são um grande contributo para a nossa memória. Mas a ver a suas pinturas que têm um toque mais urbano, é um artista da nossa terra com um grande cunho, um génio próprio que nos leva em vários sensos… adorei, a muito que não via uma exposição que me mexesse tanto…

Comentar post





Comentários recentes