Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Junho 2008

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Centenas de camionistas parados em Vilar Formoso

Quarta-feira, 11.06.08

A greve dos camionistas espanhóis está a paralisar centenas de camiões no Parque Tir de Vilar Formoso.

Contrariamente ao que seria de esperar, que esta fosse uma adesão à paralisação nacional, os motoristas lusos estão parados por temer agressões do outro lado da fronteira.

Segundo a Guardia Civil, o troço rodoviário entre Salamanca e Valladolid, é o mais crítico, tendo esta força policial garantido segurança aos motoristas portugueses, apenas até à cidade salmantina, deixando a decisão de avançar a quem vai atrás do volante.

A paralisação em Portugal de milhares de empresas transportadoras, não se concretiza assim no distrito da Guarda, onde o desejo da maioria dos camionistas, é avançar.

O presidente da Fectrans (Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações), Victor Pereira, refere vários incidentes em Espanha, que estão a travar os motoristas internacionais em Vilar Formoso “houve registo de incidentes, apedrejamento de veículos, vidros partidos”, pelo que acredita que o número de camiões na fronteira continue a aumentar até que termine a greve espanhola.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes