Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Ensaísta Eduardo Lourenço ofereceu 3 mil livros à nova biblioteca da Guarda

Quinta-feira, 29.05.08

O ensaísta Eduardo Lourenço, que veio à cidade da Guarda, na passada sexta-feira, comemorar os seus 85 anos, recebeu a companhia de muitos amigos mas ofereceu também parte da sua colecção pessoal à nova biblioteca da Guarda que terá o seu nome.

Eduardo Lourenço sentiu o momento da entrega simbólica dos três mil livros, como um momento especial “tem um gesto natural de alguém que se aproxima do fim da sua vida, vivida efectivamente entre livros, que único mérito que se pode ter é o de um gesto libertador que me salvaguarda de uma companhia que é preciosa” considerando o ensaísta que “esta doação e outra futura que se prepara de outros livros de natureza filosófica, eu estou dizendo adeus a mim mesmo e estou preparando o mais confortável dos túmulos, que é saber que alguns, entre gente que tem a bondade de ter alguma consideração por aquilo que eu sou, que escrevi, que faço e fiz, sei que é como dar-lhe uma outra vida, uma memória futura, que esses livros serão lidos por outros”.

Os livros que Eduardo Lourenço oferece à capital de distrito, vão integrar a nova biblioteca da Guarda, a Biblioteca Eduardo Lourenço, que depois de sofrer inúmeros atrasos, tendo mesmo o autarca Joaquim Valente frisado que gostaria de a ter inaugurado no aniversário do ensaísta, mas deve abrir portas a 27 de Novembro, no Dia da Cidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes