Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Março 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Quinta da Maunça serve cantinas da Câmara da Guarda

Sexta-feira, 14.03.08
Com uma boa produção nas hortas, a Quinta da Maunça fornece a cozinha que serve as cantinas da Câmara da Guarda. Apesar de não ser muito grande, é produtiva, e não utiliza produtos químicos, é cultivada com a compostagem produzida na Quinta.

À quinta-feira a cantina da Câmara da Guarda e algumas escolas do primeiro-ciclo, fornecidas por esta, servem uma sopa que é confeccionada com produtos que vêm exclusivamente da Quinta da Maunça.

“Desde o início que nos apercebemos que havia a necessidade de aproveitar o que se produzia na Quinta, porque as coisas estavam cá para as crianças verem mas têm uma vida útil e estragavam-se. Surgiu a ideia de tudo o que fossem frutos e alguns legumes, tinha de ter um destino, e para além da produção de algumas compotas e doces, passamos a ter capacidade de assegurar um dia por semana, a cantina da Câmara”, refere a directora do espaço educativo-florestal, Ludovina Margarido.

Apesar de o dia escolhido ter sido a quinta-feira, na altura de maiores produções, o fornecimento acontece mais do que uma vez por semana.

Para além das hortas e das culturas da época são feitas as culturas de plantas aromáticas medicinais, no Campo de Demonstração, onde também se produzem chás e ervas aromáticas, que são vendidas na Quinta, ou seguem para a cantina, onde servem para dar sabor à comida.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes