Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Burlão leva 300 euros ao fazer-se passar por conhecido de familiar

Quarta-feira, 16.07.08

A PSP da Guarda recebeu na semana passada uma queixa por burla, que utilizou uma técnica desenvolvida há alguns anos, para extorquir dinheiro aos mais idosos, principalmente nas aldeias.

Segundo explicou a PSP, o crime foi praticado “por indivíduo do sexo masculino” que aparentaria ter entre os 30 a 40 anos de idade “utilizando a técnica de se apresentar como familiar ou conhecido, da pessoa contactada, que já não vê há muito tempo e após conseguir a confiança, entregou falsos bordados da Madeira a troco de uma quantia monetária”.

A burla resultou, segundo a queixa apresentada na PSP, da subtracção de 300 euros à pessoa lesada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

GNR detém falsificadores na Guarda e em Belmonte

Quarta-feira, 16.07.08

O Núcleo de Investigação Criminal da GNR da Guarda identificou dois indivíduos de 46 e 37 anos de idade, residentes nos concelhos de Guarda e Belmonte, por suspeita de, em co-autoria, terem praticado crimes de falsificação de documentos, mais concretamente, sobre certificados de seguro automóvel.

A operação desenvolveu-se com a realização de duas buscas domiciliárias, tendo os militares da GNR apreendido diverso material, supostamente utilizado para a falsificação dos documentos (dois computadores portáteis, uma impressora, um carimbo falso e ainda 16 certificados provisórios de seguro automóvel).

Os suspeitos, após interrogatório, foram constituídos arguidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes





subscrever feeds