Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2007

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 


Guarda quer Direcção de Finanças que deverá servir os distritos de Castelo Branco, Guarda e Viseu

Quarta-feira, 09.05.07
O PRACE, Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado, prevê o encerramento de 8 das 21 Direcções de Finanças existentes em Portugal. A Câmara da Guarda, já se mobiliza para que a futura estrutura que deverá servir os distritos de Castelo Branco, Guarda e Viseu, venha a ser atribuída à cidade mais alta. O tema foi levado pelo PSD à reunião do executivo camarário da Guarda, liderado pelo socialista Joaquim Valente. O presidente da câmara da Guarda defendeu a importância e a justiça de a existir apenas uma direcção de finanças, que esta se localize na Guarda, não só por uma questão de centralidade, como até mesmo de gestão de recursos financeiros do Estado. Joaquim Valente referiu que a actual Direcção de Finanças da Guarda é a única das 3 em causa, que funciona em instalações já pertencentes ao estado, lembrando que os custos mensais das instalações das direcções de finanças de Castelo Branco e Viseu, rondam os 6 mil euros, mensais. O PSD apresentou durante a reunião do executivo, uma moção que foi aprovada por unanimidade, garantindo o presidente do município, que o documento vai seguir para o primeiro-ministro e ministro das finanças.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





Comentários recentes





subscrever feeds