Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 



PSD voltou a ganhar Manteigas com José Manuel Biscaia

Segunda-feira, 30.09.13

O concelho de Manteigas experimentou apenas quatro anos de governação socialista.

Em 2009 o PS venceu Manteigas com Esmeraldo Carvalhinho, que destronou da cadeira do poder o então presidente José Manuel Biscaia.

Esmeraldo Carvalhinho procurava agora renovar o mandato mas o candidato que conseguiu vercer há quatro anos atrás conseguiu nestas eleições recuperar a confiança dos manteiguenses.

José Manuel Biscaia venceu desta vez com uma diferença de 50 votos. Já no passado havia vencido por menos. Mas como diz o ditado "por um se ganha e por um se perde".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mêda continua PS e o PSD será "fiel de balança"

Segunda-feira, 30.09.13

É um daqueles resultados tão surpreendentes como possíveis.

A Câmara da Mêda, que foi gerida nas últimas décadas pelo PSD, tendo como presidente João Mourato, passou para as mãos do PS há quatro anos atrás. O até aqui presidente socialista, Armando Carneiro, eleito em 2009, não se recandidatou. O PS apresentou como então como candidato o vereador Anselmo Sousa, e venceu as eleições.

Venceu, mas não terá uma governação facilitada. O CDS, que candidatou o presidente da Junta da Mêda, César Figueiredo, conseguiu o mesmo número de vereadores do PS. Como a autarquia medense elege cinco vereadores e o PSD apenas conseguiu eleger Paulo Amaral, será este vereador que poderá fazer a diferença nas decisões futuras deste município.

O improvável acabou assim mesmo por acontecer. O PSD em apenas quatro anos deixou de liderar a autarquia com maioria para agora passar para a segunda fileira da oposição.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Figueira de Castelo Rodrigo não renovou mandato a António Edmundo

Segunda-feira, 30.09.13

Outra das surpresas da noite eleitoral aconteceu no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

Se ali sondagens houvesse, certamente seriam favoráveis ao candidato do PSD, António Edmundo. O candidato do PS, Paulo Longrouva, surpreendeu tudo e todos, beneficiando, segundo o PSD, da situação política nacional.

A verdade é que António Edmundo não conseguiu quebrar o "enguiço" de Figueira de Castelo Rodrigo. Até hoje, ali, não houve um presidente que conseguisse cumprir três mandatos consecutivos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PSD ganhou a Câmara da Guarda

Segunda-feira, 30.09.13

Esta foi uma das surpresas da noite eleitoral. As eleições autárquicas fizeram cair aquele que era um dos bastiões socialistas.

O PSD ganhou as eleições para a Câmara da Guarda, gerida pelos socialistas há 37 anos. E esta não foi uma vitória disputada taco a taco, como previam as sondagens, que até davam uma vitória envergonhada aos socialistas. O PSD ganhou 5 dos 7 lugares de vereação na autarquia da cidade capital de Distrito.

Álvaro Amaro foi o grande vencedor da noite, pois contra tudo e contra todos, depois de imensas polémicas com a escolha do candidato e das tentativas de impugnação nos tribunais, Álvaro Amaro chegou, viu e venceu. A afirmação pode ser difícil de aceitar, mas é um retrato do que sucedeu.

O PSD, com Álvaro Amaro, ganhou pela primeira vez a oportunidade de governar a Câmara da Guarda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Álvaro Amaro em vantagem para ganhar a Câmara da Guarda

Sábado, 17.08.13

É uma sondagem Sic/Expresso. Álvaro Amaro, o candidato do PSD/CDS-PP aparece com uma vantagem significativa em relação aos mais directos candidatos à Câmara Municipal da Guarda.

Com o surgir da candidatura independente de Virgílio Bento, ex-militante do PS, os socialistas - que gerem os destinos da autarquia guardense desde sempre - parece assim que saíram enfraquecidos.

O candidado do PS, José Igreja, aparece mesmo em terceiro lugar, nesta sondagem que permite assim adivinhar uma campanha renhida onde Álvaro Amaro pode, pela primeira vez, fazer aspirar uma liderança social-democrata na cidade mais alta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Igreja não conseguiu inviabilizar candidatura de Bento

Quarta-feira, 14.08.13

A tentativa de impugnação da candidatura de Virgílio Bento (A Guarda Primeiro) junto do Tribunal da Guarda, não surtiu efeito. O PS, que candidata à Câmara da Guarda o advogado José Igreja, procurou inviabilizar a candidatura do ex-vice-presidente da autarquia guardense e ex-militante socialista, colocando em causa alegadas irregularidades na recolha das assinaturas de apoiantes.

Segundo avança a Rádio Altitude, na sua página no Facebook, o Tribunal da Guarda não aceitou a impugnação, no que toca à candidatura apresentada pelo movimento de Virgílio Bento à Câmara, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia, com excepção de duas. O Tribunal da Guarda notou que podem existir irregularidades nas listas de proponentes à Junta de Freguesia de Gonçalo e à União de Freguesias de Pousade e Albardo.

O movimento "A Guarda Primeiro" poderá, agora, junto do tribunal apresentar argumentação que leve ao juiz decisor a alterar a decisão tomada.

Quanto à impugnação apresentada pelo PS, e segundo leitura feita das palavras de José Igreja aquando da conferência de imprensa em que anunciou a apresentação da impugnação, o PS deverá respeitar a decisão do Tribunal da Guarda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PS vai tentar impugnar candidatura de ex-militante

Segunda-feira, 12.08.13

Tudo acontece num dia de decisões quanto ao futuro das candidaturas apresentadas em Tribunal para as próximas eleições autárquicas, a realizar dia 29 de setembro.

Segundo avança a Rádio Altitude, através da sua página no Facebook, e também o jornal O Interior é agora a vez do PS contra-atacar.

A candidatura "A Guarda Primeiro" é encabeçada pelo ex-socialista e ex-vice-presidente da Câmara da Guarda, Virgílio Bento. O Tribunal já terá aceite esta candidatura, no entanto o PS prepara-se para avançar com uma acção de impugnação. Em causa estará o facto de a recolha de assinaturas de suporte da candidatura ter acontecido antes de que os supostos apoiantes conhecessem por completo o elenco da mesma.

Esta tentativa de impugnação deverá contar com uma resposta do Tribunal da Guarda ainda esta semana, ou o mais tardar na próxima.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Virgílio Bento fica sem pelouros na Câmara da Guarda

Segunda-feira, 13.05.13

O até aqui vice-presidente da Câmara da Guarda (PS), Virgílio Bento, que na semana passada apresentou a sua candidatura como independente às próximas eleições autárquicas, vai ficar sem pelouros atribuídos até ao final do mandato.

Como Virgílio Bento, que pediu a desvinculação política do PS e renunciou aos cargos que exercia nas estruturas políticas locais, decidiu manter-se em funções na autarquia guardense, o presidente da Câmara, Joaquim Valente (que não se recanditará ao cargo mas será cabeça de lista do PS à Assembleia Municipal) vai retirar os pelouros ao até aqui vice-presidente e seu braço direito na gestão do município.

Virgílio Bento era vice-presidente e tinha como principais pelouros a educação, cultura, acção social, a gestão dos fundos do QREN e a relação com as freguesias.

Todos os pelouros até aqui assumidos por Virgílio Bento serão agora tutelados pelo presidente do Município, tendo já sido decidido que o vereador Vítor Santos passará a assumir o cargo de vice-presidente.

A decisão de retirar os pelouros a Virgílio Bento, bem como afastá-lo do cargo de vice-presidente, terá sido consequência das pressões dos órgãos políticos do PS nacional e local, pelo mau-estar causado com as decisões recentes de Virgílio Bento quanto ao seu futuro político, ao não apoiar o candidato oficial do PS à Câmara da Guarda.

 

Ver mais aqui: Rádio Altitude  Terras da Beira  O Interior  Rádio Altitude

Autoria e outros dados (tags, etc)



Visitantes, de onde?

Locations of visitors to this page

Visitantes

hit counters
hit counter



Comentários recentes





subscrever feeds