Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 



Sabugal: Termas do Cró são as segundas do país com mais utilizadores

Sábado, 19.05.12

As renovadas Termas do Cró foram as segundas com mais utentes em todo o país, tendo cerca de 9.500 aquistas frequentado as suas diferentes valências no ano passado. No ranking relativo ao termalismo de bem-estar e lazer elaborado pela Associação das Termas de Portugal (ATP), o balneário termal do concelho do Sabugal ocupa mesmo a primeira posição, tendo acolhido perto de 8.400 clientes. 

Já na vertente do termalismo clássico o Cró ocupa a 16ª posição com aproximadamente 1.100 clientes, de acordo com o relatório da ATP sobre o movimento de aquistas em 2011 nas 38 estâncias nacionais – um documento de circulação restrita entre associados. A classificação final resulta da conjugação das duas valências, pelo que as Termas do Sabugal ocupam o segundo lugar a nível nacional, sendo apenas superadas pelas de São Pedro do Sul, no distrito de Viseu. A presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Sabugal+, entidade que gere as Termas do Cró, salienta que «o nosso balneário já tem uma longa história e as suas águas sempre foram muito conhecidas na região pelos seus bons resultados terapêuticos». Uma tendência que recebeu maior impulso no ano passado com a inauguração do novo balneário dotado de «equipamentos de vanguarda, recursos humanos qualificados e tudo o que há de melhor», o que permite oferecer «qualidade elevada a todos quantos procuram as águas do Cró, seja por motivos de saúde ou de lazer», realça Delfina Leal.

A responsável destaca ainda um «corpo profissional muito dedicado e atencioso que também contribuiu para que a palavra passe muito bem». A também vice-presidente da autarquia reconhece que se registou «uma adesão surpreendente, que ultrapassou as nossas expetativas», adiantando que «em agosto há sempre muitos emigrantes que estão no concelho e também eles aderiram em massa às termas, principalmente na vertente do lazer». Delfina Leal considera que os 9.500 clientes representam um número «muito satisfatório, até porque era o primeiro ano de funcionamento após a construção do novo balneário», tendo o Cró sido procurado por pessoas do concelho, do distrito e de outras zonas do país. De resto, Delfina Leal acredita também que está segunda posição no ranking de clientes de termas a nível nacional poderá funcionar como «chamariz» para utilizadores de outras zonas, até porque, «como sucede num restaurante, as pessoas tendem a ir lá quando há muita procura».

«O nosso melhor meio de promoção são mesmo os nossos clientes», garante. O município raiano investiu cerca de 4,5 milhões de euros na construção de um novo balneário que tem valências de termalismo, SPA e fisioterapia. As águas do Cró estão indicadas para tratamento de problemas reumáticos e músculo-esqueléticos, bem como afeções respiratórias.

 

Época termal já arrancou

 

A época termal de 2012 já começou nas várias termas da região. No Cró teve início a 2 de abril, na Fonte Santa, em Almeida, a 21 do mesmo mês e nas Caldas da Cavaca, em Aguiar da Beira, começou na passada segunda-feira e prolonga-se até 31 de outubro. Nas Termas de Longroiva, concelho da Mêda, a época também já arrancou.

O Interior

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Figueiredo a 22.05.2012 às 02:22

E sempre de louvar estes investimentos no interior do país, pena que nem sempre os responsaveis estejam á altura para os liderar.

Comentar post




Visitantes, de onde?

Locations of visitors to this page

Visitantes

hit counters
hit counter



Comentários recentes