Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Setembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 



Guarda: Paulo Portas critíca impunidade

Segunda-feira, 21.09.09

Paulo Portas, líder do CDS-PP, passou pela Guarda na maratona para as Legislativas, e dirigiu o seu discurso para o sentimento de impunidade que se vive no País. “Há zonas do país onde se as pessoas têm receio de sair, a partir de certa altura, à rua, é a sua própria liberdade que está em causa, já não é só a sua própria segurança”, referiu, apontando o dedo aos “erros graves” em matéria de política de segurança nos últimos quatro anos e meio.

 

Portas critíca por isso a forma como se lida com os criminosos: “O sentimento de impunidade deve-se muito ao facto dos crimes em flagrante delito, onde a polícia arrisca a sua vida para deter os meliantes, leva-os a tribunal e, em vez de serem julgados em 48 horas, são sistematicamente soltos, voltam a cometer crimes, são detidos e voltam a ser soltos”. “Esta impunidade tem de acabar”, vincou Paulo Portas, que disse ser o CDS-PP um “partido confiável” nesta matéria onde o PS “falhou” e o PSD é “hesitante”.

Para terminar, Portas questionou: “como é possível termos mais 100 mil crimes que há 10 anos, e o número de detidos desce”. “Não tem qualquer lógica”, concluiu.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Visitantes, de onde?

Locations of visitors to this page

Visitantes

hit counters
hit counter



Comentários recentes