Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 



Meteorologista diz que queda de neve em Maio "não é inédita"

Sexta-feira, 17.05.13

A queda de neve que está a ocorrer nas terras altas do continente “não é inédita” no mês de Maio e deve-se a uma massa de ar frio polar, disse à agência Lusa a meteorologista Margarida Simões.

A neve que caiu quinta-feira na Serra da Estrela, em plena primavera, levou ao corte de estradas no acesso ao maciço central, e hoje, segundo a meteorologista, já se registou queda de neve nas serras de Montemuro, distrito de Viseu, e Gerês, no Minho.

Questionada pela Lusa sobre se a queda de neve é comum naquelas regiões do país em Maio e a um mês do início do verão, Margarida Simões, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), explicou que esta é situação ”não é inédita, mas é pontual”.

“O último ano em que registamos queda de neve em Maio foi em 2005 e desde 1946 temos registo de várias situações destas com carácter pontual”, relatou.

De acordo com a meteorologista, a situação que está a decorrer em Portugal continental deve-se a “uma depressão que se encontra a vários níveis de altitude e que na sua corrente traz uma massa de ar frio com instabilidade associada”, ou seja, faz ocorrer precipitação sob a forma de neve.

“A partir das 10:00 de hoje, apenas o distrito da Guarda vai manter-se [até ao final do dia] sob aviso amarelo. Isto não quer dizer que vai deixar de nevar nos outros distritos, quer dizer que não estão no limiar para a emissão de um aviso”, explicou.

Quanto à precipitação e às baixas temperaturas, a meteorologista adiantou que não vão ocorrer grandes oscilações até segunda-feira, com as máximas a ficar abaixo dos 20 graus Celsius.

“Já a precipitação vai manter-se. Será mais intensa hoje e amanhã [sábado] e no domingo e segunda-feira será mais fraca, sendo que poderá ser de neve acima dos 1.200 metros”, salientou.

O IPMA prevê para os próximos dias céu geralmente muito nublado, aguaceiros que serão de neve acima dos 1.200 metros, podendo subir para os 1.400 metros ao longo do dia, e vento fraco a moderado, sendo forte nas terras altas e no litoral, uma situação que vai manter-se até segunda-feira.

“Estamos também a prever agitação marítima com o vento a soprar moderado a forte no litoral e ondas de noroeste entre os 4 e os 4,5 metros durante o dia de hoje e sábado”, adiantou Margarida Simões.

O IPMA colocou os distritos de Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa sob aviso amarelo devido à agitação marítima entre as 12:00 de hoje e as 05:59 de sábado.

 

Sol/Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Serra da Estrela: Queda de neve impede acesso à Torre

Sexta-feira, 17.05.13

A neve que caiu durante a noite na Serra da Estrela, em plena primavera, originou o corte das estradas de acesso ao maciço central, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

Um elemento do Centro de Limpeza de Neve, nos Piornos, explicou à Lusa que a neve encerrou as vias de ligação Piornos - Torre - Lagoa Comprida.

"Na zona da Torre nevou bastante. A neve caiu [com maior intensidade] na parte mais alta da Serra da Estrela", indicou a fonte.

O Centro de Limpeza de Neve tem no terreno quatro veículos limpa-neves que procedem a trabalhos de reabertura das vias afectadas pela queda de neve fora de época, contou.

Na zona da Torre, o ponto mais alto de Portugal continental, os termómetros marcam um grau negativo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Neve em Maio na Serra da Estrela

Quinta-feira, 16.05.13

A neve caiu hoje na Serra da Estrela, em plena primavera, sem causar problemas à circulação rodoviária, disse hoje à agência Lusa fonte do Centro de Limpeza de Neve, nos Piornos.

"Está a nevar, mas ainda não pega [nas estradas]", disse a fonte, que aponta tratar-se de uma situação invulgar para a época.

"Nesta altura do ano já não era para isto acontecer", referiu, indicando que na zona da Torre, o ponto mais alto de Portugal Continental, os termómetros marcam um grau negativo.

O elemento do Centro de Limpeza de Neve referiu que "nunca tinha visto nevar tão tarde", como está a acontecer no dia de hoje. Disse que o serviço está pronto a intervir nas estradas, "se tal for necessário", uma vez que, nas próximas horas, as previsões apontam para a queda de mais neve na Serra da Estrela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Virgílio Bento fica sem pelouros na Câmara da Guarda

Segunda-feira, 13.05.13

O até aqui vice-presidente da Câmara da Guarda (PS), Virgílio Bento, que na semana passada apresentou a sua candidatura como independente às próximas eleições autárquicas, vai ficar sem pelouros atribuídos até ao final do mandato.

Como Virgílio Bento, que pediu a desvinculação política do PS e renunciou aos cargos que exercia nas estruturas políticas locais, decidiu manter-se em funções na autarquia guardense, o presidente da Câmara, Joaquim Valente (que não se recanditará ao cargo mas será cabeça de lista do PS à Assembleia Municipal) vai retirar os pelouros ao até aqui vice-presidente e seu braço direito na gestão do município.

Virgílio Bento era vice-presidente e tinha como principais pelouros a educação, cultura, acção social, a gestão dos fundos do QREN e a relação com as freguesias.

Todos os pelouros até aqui assumidos por Virgílio Bento serão agora tutelados pelo presidente do Município, tendo já sido decidido que o vereador Vítor Santos passará a assumir o cargo de vice-presidente.

A decisão de retirar os pelouros a Virgílio Bento, bem como afastá-lo do cargo de vice-presidente, terá sido consequência das pressões dos órgãos políticos do PS nacional e local, pelo mau-estar causado com as decisões recentes de Virgílio Bento quanto ao seu futuro político, ao não apoiar o candidato oficial do PS à Câmara da Guarda.

 

Ver mais aqui: Rádio Altitude  Terras da Beira  O Interior  Rádio Altitude

Autoria e outros dados (tags, etc)

Militantes do PS e PSD apoiam Virgílio Bento em detrimento das candidaturas dos seus partidos à Câmara da Guarda

Quarta-feira, 08.05.13

O actual vice-presidente da Câmara da Guarda, Virgílio Bento, acabou mesmo por apresentar, esta quarta-feira, a sua candidatura como independente às próximas eleições autárquicas.

Depois de ter perdido o sufrágio interno na concelhia do PS, por escassos votos, para o advogado José Igreja, foram várias as reuniões e tentativas de conciliação para que Virgílio Bento apoiasse a lista socialista à Câmara da Guarda. Até mesmo o secretário-geral do PS, António José Seguro, que é militante na concelhia da Guarda, procurou esse entendimento mas todas as tentativas acabaram goradas.

Com vasta experiência autárquica, Virgílio Bento foi sensivel aos apoios e incentivos que foi recolhendo de vários quadrantes da sociedade guardense.

Não é assim de estranhar que, com toda a polémica que envolveu a escolha do candidato do PSD à Câmara da Guarda, o até aqui presidente da concelhia do PSD/Guarda, Manuel Rodrigues, tenha marcado presença na apresentação da candidatura de Virgílio Bento.

Álvaro Amaro, actual presidente da Câmara de Gouveia, onde já cumpriu três mandatos, foi o escolhido para liderar a candidatura do PSD à autarquia da capital de distrito, uma situação que poderá ainda sofrer um volte-face se uma futura acção em tribunal determinar que o autarca gouvitano se encontra impedido para tal.

Porque o candidato escolhido pela concelhia do PSD da Guarda, que tinha sido indicado aos órgãos distritais e nacionais do partido, foi preterido, Manuel Rodrigues, lider então da concelhia do PSD e candidato preterido, decidiu demitir-se e, sabe-se agora, solicitou também a desvinculação como militante do PSD.

Na apresentação da candidatura de Virgílio Bento à Câmara da Guarda estiveram ainda presentes outras figuras políticas ligadas ao PS e PSD, tais como Vitor Santos (actual vereador do PS na Câmara da Guarda), o médico João Correia (que recentemente adbicou da liderança da bancada do PSD na Assembleia Municipal da Guarda), António José Dias de Almeida (que foi o mandatário da última candidatura do PS liderada por Joaquim Valente), José Manuel Brito (presidente da Junta de Freguesia de São Vicente/Guarda, pelo PS),  e Pedro Pires (presidente da Junta de Freguesia de Gonçalo, pelo PS), entre outros autarcas e figuras destacadas da vida política e cívica da cidade mais alta.

  

Saiba mais aqui: Terras da Beira O Interior Terras da Beira Notícias Sapo/Lusa

________

Autoria e outros dados (tags, etc)



Visitantes, de onde?

Locations of visitors to this page

Visitantes

hit counters
hit counter


Comentários recentes





subscrever feeds