Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GNR aconselha idosos


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Setembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

 



Capeia é "Património Cultural" no Sabugal

Quinta-feira, 30.09.10

A Assembleia Municipal do Sabugal deliberou, por unanimidade, classificar a Capeia Arraiana, tourada que inclui a lide dos touros com recurso ao forcão, como “Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal”.

Este é mais um passo para um objectivo maior que procura classificar a Capeia Arraiana como “Património da Humanidade” pela UNESCO. Essa será uma candidatura que vai ser preparada, pretendendo “assegurar a preservação e promoção desta manifestação de cultura tradicional” do concelho do Sabugal, distrito da Guarda, na zona da raia - fronteira com Espanha. 
O forcão é uma estrutura de madeira feita à base de carvalho, em forma de triângulo, no interior da qual se colocam cerca de trinta homens que enfrentam o touro em praças improvisadas nos largos das localidades - e atraem milhares de pessoas até à região fronteiriça no verão.
O forcão tem por objectivo cansar o touro para que, posteriormente, os homens mais corajosos o possam agarrar.
No âmbito da preparação da candidatura à UNESCO, para classificação como Património da Humanidade, a Câmara do Sabugal vai promover em 2011 umas jornadas sobre a capeia arraiana, e está a decorrer um concurso para trabalhos de investigação sobre esta temática.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Seia: homem julgado por extorsão e sequestro

Quarta-feira, 29.09.10

 

Foto jornal As Beiras

António Lagos Narciso, ex-empresário de 57 anos, antigo dono de uma fábrica de queijo em Meruje, concelho de Oliveira do Hospital, está a ser julgado no Tribunal de Seia acusado de roubo qualificado e rapto na forma tentada.

 

Casado e pai de dois filhos, o homem admitiu em tribunal admitiu que andou “completamente desorientado” durante alguns meses, tudo porque recorria a serviços de prostituição que o levaram por “maus caminhos”.

Os gastos com este tipo de serviços deixaram o empresário com falta de liquidez, refere até a acusação do Ministério Público, e este “começou a pensar em retirar avultadas quantias monetárias a clientes ou fornecedores com quem tinha mantido relações comerciais” com “recurso à violência ou intimidação”.

O homem admitiu ser cliente “habitual” de uma “casa de meninas”, referindo-se ao “Solar do Mondego”, de onde chegou mesmo a “tirar” uma brasileira, que passou a viver com este no concelho de Celorico da Beira.

Aguardando a sentença do tribunal, admitiu em Tribunal que os seus actos “fizeram muito mal à família, mulher e filhos”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fornos de Algodres: Acidente com tractor vítima agricultor

Quarta-feira, 29.09.10

Um acidente com um tractor agrícola provocou ontem um morto em Juncais, no concelho de Fornos de Algodres.

A vítima, o condutor do tractor, de 64 anos, foi já encontrada pelos bombeiros sem sinais vitais. O alerta foi dado por um vizinho pelo da hora de almoço. O homem terá sido esmagado pelo tractor pelo rodado da frente do veículo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Trancoso: Ferido desencarcerado após quatro horas

Sábado, 25.09.10

O despiste de um veículo pesado de mercadorias provocou dois feridos, um dos quais grave, este sábado, pelas 11h30. O sinistro registou-se na Estrada Nacional 226 (EN 226), perto de Vila Franca das Naves, no concelho de Trancoso.

O camião chocou contra um pinheiro e a cabine ficou completamente esmagada, pelo que a operação de resgate do ferido grave demorou perto de quatro horas, informaram os bombeiros.

Os dois feridos foram transportados para o Hospital da Guarda e a EN 226 manteve-se cortada ao trânsito durante toda a operação. No local estiveram bombeiros de Vila Franca das Naves, Trancoso e Fornos de Algodres, porque foi necessário muito material de desencarceramento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Figueira de Castelo Rodrigo: Suspeita de peculato

Quarta-feira, 22.09.10

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, concluiu a investigação de um inquérito “no qual foi possível recolher diversos elementos de prova que indiciam fortemente que responsáveis de uma instituição de utilidade pública, com sede num concelho do distrito da Guarda, se terão apropriado indevida e ilicitamente de bens e valores pertencentes àquela instituição”.

Segundo a PJ, em comunicado, no âmbito da mesma investigação, “foram ainda recolhidos indícios da concretização de negócios jurídicos manifestamente lesivos do património e interesses da instituição, beneficiando indevidamente com os mesmos uma empresa privada detida por um familiar directo do responsável máximo da instituição lesada”.

Ao que até agora já foi apurado por vários órgãos de comunicação social, a instituição suspeita trata-se da Misericórdia de Figueira de Castelo Rodrigo.

O inquérito foi remetido ao Ministério Público com proposta de dedução de acusação, tendo sido constituídos seis arguidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maior área ardida registou-se no distrito da Guarda

Sábado, 18.09.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

O candidato Fernando Nobre esteve na Guarda

Quinta-feira, 16.09.10

O candidato presidencial Fernando Nobre defendeu hoje na Guarda o desenvolvimento «integrado» e «homogéneo» do território nacional, reconhecendo que não faz sentido «olhar» apenas para o litoral.

«Sei o que está a acontecer no interior do país. Sou daqueles que pugno por um desenvolvimento homogéneo, integrado, de todo o território nacional», disse Fernando Nobre à Lusa, na Guarda, no final do seu terceiro dia de pré campanha.

Fernando Nobre, que falava à margem da sessão de apresentação do livro ´Humanidade`, na livraria Bertrand do centro comercial Vivaci, considera que «não tem cabimento nenhum estarmos apenas a olhar para o litoral».

Admitiu que caso continue a actual situação de desequilíbrio entre o interior e o litoral «o país pode adornar, como acontece a um barco».

«Estou preocupado e quero dar o meu contributo e o meu empenho na resolução de problemas que afligem hoje grande parte da população portuguesa», declarou o candidato presidencial, para justificar a sua candidatura.

O também presidente da Assistência Médica Internacional (AMI) assegurou que caso seja eleito Presidente da República, os portugueses terão em Belém um presidente «isento, independente, conhecedor do mundo e das realidades sociais do país».

Fernando Nobre que durante o dia visitou instituições e contactou com habitantes do concelho da Guarda, também falou da regionalização. Disse que a ser eleito Presidente, o seu primeiro dever «é garantir a unidade e a integridade nacional» mas, se a regionalização avançar, «tem que haver contra pesos muito bem pensados». Os «contra pesos»,que não especificou, serviriam para evitar a criação de «estruturas intermédias do Estado que venham a ser verdadeiros baronatos dentro do país e que, depois, associando-se a outros baronatos vizinhos» pudessem, um dia, «desmembrar o Estado», justificou.

«Eu acho que poderíamos descentralizar o Estado com regulação eficiente e fiscalização suficiente, utilizando o municipalismo que é secular, que é histórico em Portugal», opinou.

O candidato referiu que não concorda com a divisão do país «em cinco ou seis fatias», por considerar que o território nacional forma «uma região parecida a uma região espanhola».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Constantino Rei é o novo director do Politécnico da Guarda

Quinta-feira, 16.09.10

O novo presidente do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), Constantino Rei, que substitui nas funções Jorge Mendes, já tomou posse.

No discurso inaugural, Constantino Rei reclamou por uma nova Escola Superior de Saúde, que a construir de raiz pode vir a abandonar o Parque da Saúde, paredes meias com Centro de Saúde e Hospital Distrital, passando a integrar o Campus Politécnico.

O novo presidente do IPG disse ainda que irá lutar pela construção de uma residência de estudantes em Seia, onde o Politécnico tem a funcionar uma Escola Superior de Turismo e Hotelaria.

Ainda que na primeira fase de acesso ao Ensino Superior, este ano, o Politécnico da Guarda não tenha conseguido preencher metade das vagas disponíveis, Constantino Rei sublinhou que é o Ensino Superior que mantém vivo o nosso Interior.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Visitantes, de onde?

Locations of visitors to this page

Visitantes

hit counters
hit counter


Comentários recentes





subscrever feeds



Pág. 1/3